Reformas trabalhistas . Altair Rother . Rádio Costa Doce .
Jornal Jacaré News. MATÉRIA ESPECIAL. Grupos TDR e MADU, estivemos na data de hoje na Justiça do Trabalho em Guaíba, onde fomos recebidos pelo diretor Delmar dos Santos, que informou a redução em 50% das ações trabalhistas após a reforma promovida na CLT que entrou em vigor em novembro de 2017, foi relatado pelo diretor que habitualmente eram ajuizadas 200 ações mensais. Indagado sobre as críticas feitas pelos magistrados trabalhistas contra as reformas, disse ele que, os juízes entendem ser ela prejudicial ao trabalhador que busca na gratuidade do judiciário a recuperação de seus direitos trabalhistas quando negados. Nossas equipes permaneceram por algum tempo no local para acompanhar algumas audiências que se realizavam, observamos que em sua grande maioria eram feitos acordos entre as partes, vindo dessa maneira encerrar o processo, este foi o caso que constatamos do proprietário de um veículo de comunicação e uma senhora jornalista que buscava seu direito de ser reconhecida como funcionária da empresa e receber seus honorários pelos serviços prestados a mesma, feito o acordo todos saíram satisfeitos, mas , saliente-se aqui , um outro fato que chama bastante atenção, onde empresários, usam profissionais e os demitem sem que seus direitos sejam quitados, tendo que recorrer a justiça em busca dos mesmos, além disso notamos o grande número dos chamados estagiários, que na realidade são pessoas sem os devidos conhecimentos das leis trabalhistas e sujeitam-se a realizar tarefas para as quais não tem a devida qualificação ou estão ainda em formação profissional. Sendo assim , fica aqui nosso alerta para que a fiscalização atente para as situações que vem ocorrendo em vários locais na cidade, mesmo sabendo da grave crise que o país atravessa, nunca devemos esquecer que respeito e valorização profissional devem caminhar de mãos dadas. GRUPOS TDR E MADU.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!